compliance-em-ti compliance-em-ti

Compliance em TI: aprenda as melhores práticas e adote já em sua empresa

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

A tecnologia da informação tornou-se parte essencial da sociedade, o que inclui a rotina e a organização de empresas. A TI permitiu que tarefas básicas e complexas pudessem ser realizadas com mais agilidade e segurança. Neste contexto evolutivo, os últimos anos foram marcados por novos mecanismos de gestão envolvendo tecnologia — é o caso do compliance em TI.

Neste artigo, você vai entender o que é compliance em TI, qual é o seu papel dentro de uma organização empresarial, qual a legislação que versa a respeito do tema, bem como as melhores práticas a serem implementadas dentro de uma empresa. Com estas informações em mãos, você poderá começar a colocar o compliance em prática dentro da sua empresa hoje mesmo. Acompanhe!

O que é compliance em TI?

O termo compliance, de origem inglesa, significa “estar de acordo”, ou “estar em conformidade” com algo. O seu objetivo central é a garantia de que uma empresa cumpra com todas as leis, regulamentos e normas estabelecidas pelo mercado. No âmbito da TI, isso significa basicamente adotar as melhores práticas dentro do setor, evitando processos, multas ou sanções, sejam elas administrativas ou judiciais.

Desta forma, as empresas que adotam o compliance em TI asseguram a adoção de um posicionamento legal, ético e estratégico frente ao mercado, o que faz aumentar a sua vantagem competitiva perante a concorrência. Além disso, com ele é possível interferir positivamente na qualidade do trabalho realizado e no crescimento organizacional.

Também, o compliance em TI está relacionado com questões como a segurança de dados e informações, a política de acesso a informações e a adoção de tecnologias que minimizam o risco de fraudes dentro da empresa. Um bom exemplo de boa prática é o monitoramento dos e-mails que circulam no servidor corporativo, sendo esta prática de responsabilidade da empresa. 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Qual a relação entre compliance e governança corporativa?

O compliance é um dos pilares de sustentação da governança corporativa. Isso porque a governança representa políticas que direcionam o trabalho dos gestores no âmbito do planejamento e do controle dentro da empresa. Já o compliance se relaciona com as boas práticas que ajudam a empresa a adequar seus processos e políticas com a legislação aplicável ao negócio. Neste sentido, o compliance é uma obediência a determinações externas, enquanto a governança se relaciona mais especificamente com questões internas.

São, portanto, duas práticas complementares e que contribuem para o desenvolvimento de um trabalho com maior qualidade e segurança.

Quais são as leis que se aplicam ao setor de TI?

Quando se fala em compliance, se está falando a respeito das leis, normas e regulamentos. Dentro do setor de TI, existem algumas leis específicas que precisam ser objeto de atenção dos empresários. Confira a seguir quais são:

Além destas leis, existem alguns decretos que merecem uma consideração especial do setor que atua com compliance em TI:

É importante destacar que um profissional especializado deve analisar as particularidades e características de cada empresa, para, então, determinar quais são as leis que precisam ser acompanhadas a fim de garantir a adoção de boas práticas de compliance dentro do negócio.

Powered by Rock Convert

Quais são as melhores práticas de compliance em TI?

Elencamos, a seguir, algumas das melhores práticas de compliance em TI que podem contribuir para que você comece a utilizar esta estratégia de gestão dentro da sua empresa. Acompanhe!

Adoção de programa voltado para a governança corporativa

Como mencionamos, a governança corporativa anda junto com o compliance. Desta forma, é imprescindível que a empresa estabeleça políticas claras que garantam a eficiência e a aplicação de boas práticas. Para que o compliance de TI realmente funcione, é preciso que a empresa tenha uma base bem estruturada de governança corporativa.

Investimento em cloud computing

A computação em nuvem é uma tecnologia que veio para ficar. Ela mudou completamente a organização das empresas uma vez que diminuiu o trabalho, facilitou a comunicação e favoreceu a redução de custos com TI. Além da função de armazenamento de dados da empresa, ela também contribui para processos, como a checagem de políticas de segurança, o monitoramento de sistemas e o acompanhamento de indicadores de cumprimentos dos requisitos estabelecidos na estratégia de compliance.

Monitoramento do Bring Your Own Device (BYOD)

A empresa é considerada responsável pelos conteúdos acessados pelos seus colaboradores. Isso gera uma preocupação muito grande por parte dos gestores, tendo em vista que o controle de conteúdo é bem complexo.

Por isso é recomendado que a empresa implemente algumas práticas como a assinatura de termos de responsabilidade por parte dos colaboradores, a realização de backups frequentes dos dados, o uso de senhas de bloqueio automático, a instalação de sistemas antivírus e o controle dos acessos a determinados sites.

Utilização de ferramentas de monitoramento de TI

Outra boa prática recomendada para empresas que investem em compliance na área de TI é a utilização de ferramentas de monitoramento. Esta prática ajuda a identificar falhas, permitindo a adoção de ações corretivas rápidas e eficientes. O monitoramento também reduz o risco de uso, por parte dos colaboradores, de softwares não licenciados, evitando o descumprimento da legislação e o risco de possíveis sanções para a organização.

Utilização de software SaaS

Os softwares SaaS já ocupam uma fatia significativa do mercado. Chamados de software como serviço (Software as a Service), neste modelo de tecnologia, o fornecedor do sistema se responsabiliza por toda a estrutura necessárias para a sua disponibilização, sendo que o cliente utiliza o mesmo via internet, pagando um valor mensal pelo serviço.

A grande vantagem deste tipo de solução é que ela permite o armazenamento de dados, de forma inteligente, uma vez que eles podem ser acessados de qualquer lugar e a qualquer momento, bastando ter um dispositivo com acesso à internet. Isso faz com que todos os funcionários tenham à sua disposição, full time, a documentação relacionada às políticas de segurança, regulamentações e legislação aplicável à empresa.

Como vimos, a adoção do compliance favorece toda a organização. Por isso, ela é recomendada para qualquer empresa, independentemente do seu porte ou ramo de atuação. Sendo assim, trabalhar em consonância com a lei é um dos requisitos básicos para garantir o crescimento saudável de qualquer negócio.

Você gostou deste artigo sobre compliance em TI? Então, compartilhe conosco sua opinião ou dúvida a respeito do tema. Nossos profissionais estão às ordens para respondê-las!

Posts relacionados

Deixe uma resposta